quarta-feira, 26 de abril de 2017

ESTREMOZ É JÁ NO PRÓXIMO SÁBADO. MANO A MANO QUEM TRIUNFARÁ.


Corrida de alta competição no próximo sábado, as portas da renovada praça de touros de Estremoz, abre para a primeira corrida da temporada na renovada praça, onde a competição vai marcar presença, para uma grande corrida, e esperamos que os aficionados não fiquem indiferentes e façam as pazes com a renovada praça. DIEGO VENTURA, MOURA JR.
FORCADOS AMADORES DE MONTEMOR E AMADORES DE MONFORTE PARA DISPUTAR O TROFÉU JOÃO CORTES PARA A MELHOR PEGA DA TARDE.

ENTREVISTA A RICARDO CARRILHO CABO DOS AMADORES DE MONFORTE


 Fomos até Monforte vila aficionada ao toiro e ao cavalo, ao encontro de Ricardo Carrilho.


  -Ricardo Carrilho atual cabo dos Amadores de Monforte, como foi a entrada para o Grupo de Forcados de Monforte?


 R.C-A minha entrada para o grupo deu-se na sua fundação, ou seja no ano 2000, tinha 16 anos. Dado que eramos (e somos) um grupo de amigos resolvi também experimentar pois gostava bastante de touradas, as coisas correram bem e a partir daí não mais parei.

Todos nós sabemos que Monforte é um concelho taurino, onde existe vários cavaleiros, ganadarias, coudelarias enfim sempre um grande ambiente em volta da festa. Tudo isto contribuio para que Monforte tambem tivesse o seu grupo de Forcados?

 R.C-Obviamente que sim.  O facto de Monforte ser um concelho taurino com todo este ambiente em seu redor fez despertar a afición num punhado de jovens para a forcadagem. É um facto que favoreceu na fácil motivação, pese embora por outro lado tenha inflacionado os níveis de exigência, muita das vezes desnecessário. Contudo esse fator acelerou o crescimento do Grupo.
O resto está na amizade e união, o verdadeiro motor!

Eu penso que o Ricardo é um forcado desde o inicio do grupo, que teve a sua formaçao no ano 2000. No inicio de qualquer grupo é sempre dificil entrar em carteis. No vosso caso como foi. Também tiveram o apoio dos ganaderos e cavaleiros da regiao ou foi um caminho que o grupo teve que começar a andar pelos seus próprios meios.

R.C-Sim. No início não se tem crédito, a experiência é pouca o conhecimento reduzido e para qualquer empresário apostar num grupo que desconhece era (e é) sempre um risco. Felizmente deram-nos algumas oportunidades que foram “agarradas” da melhor forma. Contámos com o apoio dos cavaleiros e ganadeiros no que diz respeito a treinos, quanto ás corridas em algumas situações.  O estatuto que o grupo trilhou ao longo dos anos e o valor que possui deve-se na maior parte a si próprio com muito sacrifico, muita dedicação, entrega e persistência.

Eu quando vejo o grupo em praça, e felizmente já vi muitas corridas vossas, lembro- me sempre do grupo de Montemor, nao só pela cor da jaqueta cor de papoila, mas também pela maneira de estar em praça. Tudo isto tem a ver com o apoio que tiveram dessa gloria do grupo de Montemor o Sr. Eng. Zuzarte ou também o grupo de Montemor e um espelho para voces?

R.C-Talvez, é do conhecimento de todos que o Eng.º António Zuzarte foi um dos impulsionadores do grupo, foi uma pessoa que nos deu os seus ensinamentos, e uma pessoa que sempre nos apoiou e deu crédito ao longo dos anos. É um amigo á séria!

Ricardo um cabo de Forcados é um lider. É dificil assumir toda a liderança. Isto é um cabo tem há partida que gestionar tudo do grupo. No teu caso como é contas com o apoio dos elementos mais velhos ou ja retirados?

 . R.C-A Liderança de um grupo de forcados nunca é fácil, pois implica a gestão de Homens. Hoje em dia ser cabo de um grupo de forcados requer um conjunto de capacidades que te permita levar o grupo aos objetivos a que se propõe. Muita gente desconhece isso.
Os elementos mais velhos são fundamentais pois transmitem a sua sapiência, a forma de estar e os valores do grupo aos mais novos, e esses felizmente conto sempre com eles

Estamos em principio de época, o Grupo de Monforte é um grupo já consolidado no nosso meio taurino. É facil ou não, ter elementos jovens que queiram entrar para o grupo.

R.C-Hoje em dia julgo não o será para qualquer grupo, pois existe uma diversidade de outros “Hobbies” aos quais os mais jovens recorrem. Felizmente vão aparecendo alguns.




Para se ser moço de Forcados dos Amadores de Monforte que condicões um jovem tem que ter?

R.C-Vontade, Humildade, Dedicação
.
Os treinos ja comecaram ja estão preparados para mais uma temporada. Qual a primeira corrida  de 2017?

R.C-Já começaram, e penso que estamos preparados. Iniciamos dia 29 de Abril em Estremoz.

Qual a praça de touros que o Ricardo e o teu grupo mais gostam de pegar e porque?

R.C-Para o mim e para o Grupo será sempre a Praça de Monforte, pois é a nossa, está cheia da nossa história e tem muito sentimento para nós.

O Grupo de Forcados Amadores de Monforte e um grupo dinâmico, sempre a pensar em divulgar a festa brava, sendo os promotores de varios festivais e corridas em Monforte, Este ano vão continuar a organizar as corridas em Monforte?

R.C-A seu tempo se verá.

Ricardo estamos quase a terminar, como aficionado, gostaria de saber qual a tua opinião, de não haver toiros em Santo Aleixo no concelho de Monforte. Sei que a praça esta pronta, mas falta algo mais?

R.C-É pena não haver corrida pois é um praça onde o nosso grupo alcançou grandes triunfos. O resto não tenho conhecimento.


Obrigado Ricardo que Deus acompanhe os Amadores de Monforte, e para a primeira corrida da temporada no próximo sábado que seja a primeira grande tarde de 2017 para os Amadores de Monforte.


Entrevista e fotos: José Foles

AINDA HOJE GRANDE ENTREVISTA COM RICARDO CARRILHO CABO DOS AMADORES DE MONFORTE


sexta-feira, 21 de abril de 2017

ALTER DO CHÃO O PONTO DE ENCONTRO DO AFICIONADO NO 25 DE ABRIL


AMADORES DE MONTEMOR COMANDADOS POR RODRIGO CORREA DE SÁ, TENDO A SEU LADO JOÃO JOSÉ COMENDA E JAIME PINHEIRO
Recordar algumas fotos na castiça praça de touros de Alter do Chão.
Grupo de Montemor e Alter pelo 25 de Abril.
Vale a pena recordar, até porque a maioria dos forcados já pertencem a um passado recente.
Já sabe na próxima terça 25 de Abril Alter é o ponto de encontro do aficionado.

ENG. JORGE DECARVALHO, D. JOSÉ DE ATAHYDE, COM OS AUTARCAS DE ALTER DO CHÃO
NAS CORTESIAS FORCADOS DE ALTER, TODOS JÁ RETIRADOS

PENSO QUE NA CARA DO TOURO O J. J.SARAMAGO E COMO PRIMEIRO AJUDA O SEU IRMÃO

NA CARA DO TOURO JAIME PINHEIRO, E LOGO A SEGUIR O JOÃO JOSÉ COMENDA, DO GRUPO DE MONTEMOR

JAIME PINHEIRO NA MESMA PEGA E SUA FORMA INCONFUNDIVÉL DE PEGAR À CORNIA

O BRINDE DE JAIME PINHEIRO DOS AMADORES DEMONTEMOR AO COSTA PINTO DOS AMADORES DE ALTER DO CHÃO, QUE NESSA TARDE COMANDOU O GRUPO

JOÃO SOUSA DOS AMADORES DE MONTEMOR ERA UM FORCADO DOS DUROS

NO INTERVALO DA CORRIDA FOI DESTERRADA UMA PLACA DE HOMENAGEM AO CABO FUNDADOR LUÍS SARAMAGO, NA IMAGEM O COSTA PINTO O FILIPE SARAMAGO IRMÃO DO LUÍS E DE COSTA O JAIME PINHEIRO

NA CARA DO TOURO O JOÃO JOSÉ SARAMAGO

JOÃO RIBEIRO TELLES E JOÃO JOSÉ SARAMAGO

quinta-feira, 20 de abril de 2017

ALTER COM MAIS UMA GRANDE CORRIDA DE TOIROS A 25 DE ABRIL

Taurinamente falando, manda a tradição que o 25 de Abril é em Alter do Chão, onde o cavalo, o touro e os Forcados é vivido de maneira diferente.
A tradição manda que no 25 de Abril a praça de touros de Alter esgote. ou tenha uma grande entrada de público. O Eng. Jorge de Carvalho tem ao longo dos anos posto a fasquia bem alta, e por isso mesmo, este ano de 2017 vamos ter mais uma grande corrida de touros com toureiros de dinastia. Caetano, Moura e Telles, touros de Paulo Caetano, e para os pegar saltam pra arena os Amadores de Montemor e Amadores de Alter em disputa do troféu Luís Saramago para a melhor pega da tarde.
Para a melhor lide da tarde em disputa o troféu D. José de Atahyde.

RESERVAS: 917 131 930
FOTO: J. FOLES

JOÃO TELLES JR.




MOURA CAETANO

O AMBIENTE EM VOLTA DA PRAÇA
MOURA JR.
AMADORES DE ALTER DO CHÃO
OS EMPRESÁRIOS DE ALTER O ENG. JORGE DE CARVALHO COM O SEU FILHO



ESTREMOZ MANO A MANO DE FIGURAS

A renovada praça de touros de Estremoz recebe no próximo 29 de Abril um mano a mano onde a competição estará presente. Dois figurões da nossa tauromaquia, com dois grupos de Forcados Alentejanos. Os consagrados Amadores de Montemor, e os Amadores de Monforte em tarde de competição e em disputa do troféu João Cortes.

A fasquia está alta onde o aficionado vai marcar presença no renovado tauróromo, esperamos que esgote, era a melhor  resposta que o aficionado pode dar.
DIEGO VENTURA


João Moura JR.

AMADORES DE MONTEMOR
AMADORES DE MONFORTE

ALTER ONDE O CAVALO É REI